Objetivo: Identificar os conceitos da psicopatologia tradicional em contraponto o psicopatologia fenomenológica. Apresentar os conceitos fundamentais para a compreensão da psicopatologia pela perspectiva fenomenológica. Desenvolver habilidades para o manejo clínico dos aspectos psicopatológicos.

Ementa: A angústia como fenômeno original da existência humana. Angústia, saúde e patologia. Conhecimento sobre os sintomas como um modo perturbado do compreender e do interpretar. O adoecer humano como perda de liberdade pessoal.  Releitura dos quadros clínicos da psicopatologia convencional.

Objetivo: Desenvolver habilidades para trabalhar os sonhos a partir da perspectiva clínica. Levar o aluno a compreender o sonho como sendo composição do existir humano.

Ementa: Aspectos da continuidade do existir da vigília ao sono. Os sonhos como um dizer de si privilegiado. Conhecer os elementos oníricos constitucionais.

Objetivo: Apresentar o diálogo bossiano aplicado à prática da psicologia. Elucidar sobre o histórico do pensamento daseinsanalítico. Ilustrar a importância da corrente daseinsanalítica para a psicologia.

Ementa: Medard Boss como interlocutor da psicologia com a ontologia fenomenológica de Martin Heidegger. O esboço da Daseinsanalyse apresentada por Medard Boss. Apreender sobre a leitura clínica pela perspectiva fenomenológica existencial.  A solicitude e a serenidade como condições necessárias à análise. A especificidade do processo daseinsanalítico.

Objetivo: Apresentar a importância da linguagem na constituição do dasein. Explorar a linguagem no ambiente psicoterapêutico.

Ementa: O papel da linguagem na ontologia fundamental de Martin Heidegger. Como trabalhar a linguagem no setting terapêutico.

Objetivo: Introduzir o conceito de corporeidade próprio do arcabouço ontológico heideggeriano. Facilitar ao aluno a compreensão do conceito de corpo em contraposição à dicotomia mente-corpo das ciências positivistas-cartesianas.

Ementa: Desconstrução da dicotomia corpo e mente. Conhecimento da existência humana como necessariamente corporal. O corpo enquanto "físico” e o corpo como "vivido”. Os fenômenos humanos enquanto constituídos pela totalidade do existir de cada um. O corpo e as interpelações do mundo.

Objetivo: Levar o aluno a compreensão da ontologia heideggeriana e os princípios do pensamento de Martin Heidegger.

Ementa: Conhecimento da especificidade da compreensão do homem pela ontologia heideggeriana frente à compreensão nos legada pela metafísica ocidental. O homem enquanto o ser-aí que é: a abertura como constituição essencial do homem.  A constituição do ser-no-mundo.  A mundanidade do mundo.  A cotidianidade da existência humana no mundo público.  A análise enquanto iluminada pela totalidade desta compreensão.

Objetivo: Proporcionar ao estudante as condições para a confecção de artigo científico segundo as orientações institucionais e os órgãos de fomento a pesquisa em vista do desenvolvimento de habilidades e competências quanto à redação, a pesquisa e a socialização.

Ementa: Elementos linguísticos, redacionais e metodológicos em vista da produção de artigo científico. Organização estrutural de um artigo científico. Análise de textos em vista da elaboração de artigo científico, visando um maior aprofundamento da pesquisa e da reflexão. Apresentação e socialização do Manual de Metodologia da Faculdade Dehoniana. Como escrever artigos científicos. Planejamento. Organização geral. Orientações para cada sessão: Título; Autores e Filiação; Resumo; Introdução; Conceitos básicos e trabalhos relacionados; Ideia central; Análise; Estudo de Caso; Experimentos; Discussão; Conclusão; Referências. Orientações Gerais de Estilo. Checklist para revisão final.

Objetivo: Compreender a fenomenologia na proposta de M. Heidegger e o rigor da investigação fenomenológica.

Ementa: Introdução ao método fenomenológico. Histórico do método fenomenológico husserliano. Método fenomenológico heideggeriano. Diferença entre fenomenologia hussserlina e heideggeriana. Aplicação do método fenomenológico heideggeriano na prática clínica.

Objetivo: Munir o aluno a distinguir os princípios filosóficos da corrente fenomenológica para que possa facilitar a utilização das mesmas em sua prática psicológica. Traçar, através de um apanhado histórico, a construção do pensamento fenomenológico-existencial.

Ementa: Filósofos gregos. Filósofos pré-socráticos e os gregos. Metafísica ocidental; Existencialismo e Humanismo.